Como ter uma casa mais sustentável? Descubra Aqui!

Mudanças de hábitos são imprescindíveis para a preservação do meio ambiente e para o futuro do nosso planeta! Por isso, hoje separamos 9 dicas que podem ajudar a tornar a dinâmica da sua casa mais sustentável e de quebra, saiba por que essas ações ainda podem trazer benefícios à economia doméstica, confira só:

Pexels-Marcin Majdański

1.Aproveite, reaproveite e reutilize:  essas práticas podem ser positivas em diversos níveis, visto que ações como as que destacamos a seguir são benéficas tanto para a preservação do meio ambiente, como também ajudam, em alguma medida, na economia das contas de casa, veja alguns exemplos: 

  • Alimentos: é muito comum ao comprarmos verduras, frutas e hortaliças usarmos somente determinadas partes delas e outras como casca e sementes serem descartadas. Contudo, essas partes são ricas em nutrientes e podem ser utilizadas em diversas receitas e, assim, não vão para o lixo, valorizando, dessa maneira, o seu dinheiro, afinal você paga pelo alimento inteiro, como aponta Bela Gil neste vídeo em que ela comenta um pouco sobre o uso integral dos alimentos. 
  • Embalagens: as embalagens de plástico e vidro são composta de materiais duráveis que podem ser reutilizados ao invés de serem descartados. 

Potes de vidro podem usados para armazenar alimentos, por exemplo, e garrafas pet podem ser transformadas em vasos de planta. Veja aqui como há uma série de possibilidades para isso e coloque essa idéia em prática. 

2.Separe os Resíduos: dada a atenção para toda forma de reutilização possível, os resíduos que sobram devem ser descartados e destinados de forma correta, dessa maneira os rejeitos como papel higiênico e fraldas devem ser mandados para coleta comum, já os materiais reciclados para cooperativas de reciclagem. Separe também objetos como pilhas, lâmpadas e eletrônicos e faça o descarte correto, esse tipo de resíduo não deve ir de forma alguma para o lixo comum, pois são muito nocivos. 

3. Faça uma composteira doméstica: ainda no sentido de reaproveitamento, uma ótima forma de fazê-lo é através da compostagem, um processo que transforma as sobras de alimentos, matéria orgânica, em adubo que pode ser usado em suas plantas, por exemplo. Com isso, diminui-se a produção de lixo, sobrecarregando menos os aterros sanitários. 

No instagram da Silicup, já realizamos alguns tutoriais de como fazer uma composteira doméstica, aí é só escolher qual se adequa melhor ao seu espaço e a sua rotina e colocar a mão na massa:

Pixbay/Ivabalk

4. Tenha uma horta: criar uma horta em casa pode trazer vários benefícios, entre eles: se livrar de alimentos com agrotóxicos, economizar, uma vez que não será necessária a compra, e, por fim, eliminar as embalagens da sua rotina. 

Saiba que plantar alguns alimentos em casa pode ser mais simples do que parece. Aqui você pode conferir um passo a passo feito pelo Greenpeace

5.Repense o consumo de carne:  a agropecuária tem sido uma das maiores responsáveis por causar sérios danos ambientais, entre eles a devastação da floresta e a emissão de gases do efeito estufa. 

O Greenpeace aponta que a produção de carne já emite a mesma quantidade desses gases se comparados aos carros, caminhões, navios e aviões do planeta. 

Uma maneira de tentar frear esse processo é reduzir o consumo de carne.

A mudança em casa não precisa ser radical, pode ser aos poucos. Você já ouviu falar do projeto segunda em carne da Sociedade Vegetariana Brasileira? Ele propõe que carne seja retirada da alimentação às segundas-feiras. 

Essa é uma ótima forma de começar a incluir essa mudança, eliminando, portanto, a carne do cardápio ao menos uma vez na semana. 

Pexels-Jill Wellington

6.Troque a bucha tradicional de louça por uma vegetal: essa é uma troca muito válida e vantajosa, uma vez que a bucha vegetal é totalmente biodegradável, portanto, ecológica. Além disso, ela preserva muito mais os utensílios, pois esse tipo de bucha não risca as louças. E por fim, vale destacar que que a bucha vegetal é mais barata se comparada às tradicionais. 

7. Mantenha a atenção com as roupas: Ao cuidar das roupas em casa, fique atento a isso: ao lavar junte o máximo possível para evitar o desperdício de água e nesse sentido, aproveite também a água da máquina de lavar para o reuso, para lavar a calçada, por exemplo. 

Já ao passar, pense no mesmo processo, junte o máximo de peças e evite passar aquelas que não são necessárias, isso economiza seu tempo e também energia elétrica. Dados apontados pela Akatu, mostram que a redução de 35 minutos de tempo usado com ferro durante 1 mês economiza energia suficiente para lavar roupas por 1 ano. 

Pexels-Skitterphoto

8.Evite o desperdício de água e energia elétrica: Há sempre pequenas ações que podem ajudar na economia desses recursos. Com a água, por exemplo, não abusar do tempo na hora do banho e ao escovar os dentes mantenha a torneira fechada. Já com a energia elétrica, utilize ao máxima a luz natural durante o dia e mantenha desligados aparelhos que não estão sendo usados, além de escolher opções como a lâmpadas de LED que possuem um menor impacto ambiental. 

9.Escolha empresas alinhadas à sustentabilidade: cada vez mais empresas e marcas estão se atentando ao fato que a mudança de práticas em benefício ao meio ambiente são fundamentais, portanto pesquise aquelas que você tem consumido em sua casa e note se suas ações têm caminhado de encontro à sustentabilidade. 

E nesse processo fique atento, pois muitas delas usam como artimanha o chamado greenwashing, ou seja maquia seus produtos para que pareçam ecológicos quando na verdade não são. Recentemente, tratamos disso no blog, para saber mais confira aqui. 

Com a Silicup você pode ter certeza que encontrará uma empresa aliada a causa ambiental, tanto com nossos produtos e processos de fabricação que foram pensados e criados para ser uma alternativa amiga do meio ambiente, como em nossos conteúdos em que nos empenhamos para trazer aprofundamento e reflexão sobre o tema da sustentabilidade tão urgente e necessário .

Por isso, fique por dentro, acesse nossas redes sociais!    

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*