Mês do Meio Ambiente e você com isso?

Todo mundo (ou pelo menos quase todos) sabe que a questão ambiental tem ganhado relevância em quase todos os setores e, não é à toa. Afinal, aquilo que os cientistas destacavam há uns 20 anos atrás já acontece, a crise climática. É o derretimento de geleiras, perda da biodiversidade, temporais que causam uma série de danos, o aquecimento global e suas consequências.

Falar de crise climática atualmente não se trata mais de hipótese, não é mais sobre o futuro, é sobre o presente. Se você observar as notícias, sempre tem algo relacionado a tragédia ambiental, muitas vezes é devido a excesso de chuva, outras vezes é seca, calor excessivo em muitas regiões que não era comum, poluição dos rios e oceanos que causam acidentes com animais e, uma série de coisas que estão acontecendo devido a intervenção humana na natureza. Justamente por isso, criou-se uma data para refletir sobre a importância da natureza para a humanidade e o impacto ambiental que os humanos têm causado ao longo dos anos. Sobretudo, chegou-se a um ponto que não temos mais tempo de REFLETIR, mais do que nunca, é preciso AGIR.

“O Dia Mundial do Meio Ambiente chama a atenção para os desafios ambientais urgentes da atualidade. Esse dia internacional da ONU tornou-se a maior plataforma global de alcance ambiental, com o envolvimento de milhões de pessoas de todo o mundo para proteger o planeta.”

E você com isso?

A notícia ruim é que sim, você provavelmente teve ou tem um papel de causar impacto negativo, talvez você nem saiba. Afinal, os grandes culpados pelos problemas ambientais, não são apenas as empresas, as fábricas que poluem horrores, nós também temos culpa. Temos culpa como consumidores, temos culpa com o nosso estilo de vida, temos culpa achando que existe “fora”, temos culpa quando não protegemos a natureza, temos culpa quando temos ciência dos problemas e não movemos um dedo para mudar, para servir de exemplo para outras pessoas.

A boa notícia é que assim como a humanidade causa problemas, também pode ser parte da solução. Acredite, não estou nem falando de algo mirabolante para preservar a natureza, é apenas sobre mudanças de hábitos no cotidiano, inclusive, nós sempre falamos sobre isso aqui

Talvez se as pessoas começassem a refletir que preservar a natureza é preservar a humanidade, porque a humanidade faz parte da natureza, já será um passo. Depois disso, é interessante fazer um exercício de auto observação sobre como o modo de vida que se leva pode impactar (ainda que minimamente) o meio ambiente, os animais e consequentemente, a humanidade.       

Vale lembrar que não se trata de mudanças apenas no mês do meio ambiente, mas tanto você, eu e todos nós, temos um papel fundamental para tentar evitar maiores danos. Até porque se cada um de nós mudar alguns hábitos, já serão milhares de nós. 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*