Plástico é responsável por 70% dos resíduos do mar brasileiro

Foto © Troy Mayne / WWF

Você já parou para pensar que todo o plástico que você consome, e não envia de forma correta para a reciclagem acaba se acumulando na natureza, trazendo prejuízos não apenas para o meio ambiente, mas também para toda a sociedade.

No último mês a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe) apontou que o plástico é responsável por 70% dos resíduos encontrados nos mares brasileiros. Segundo o estudo, realizado durante 2020, o isopor é o segundo resíduo mais presente, com participação de 10%. Os dados divulgados são do projeto Lixo Fora D’Água, da Abrelpe, iniciado em 2018.

Nós da Silicup, assumimos o compromisso de tornar nosso meio ambiente um local mais sustentável, e por isso queremos compartilhar com você estas informações. De acordo com uma matéria produzida pela Agência Brasil, os resíduos coletados nas orlas das praias têm cerca de 10% de sua origem in loco, ou seja, nas próprias praias e o restante (90%), são provenientes de outras áreas urbanas.  “Constatamos que os resíduos no mar são predominantemente itens de consumo domiciliar. E os fragmentos de plástico e isopor deteriorados, por exemplo, indicam origem distante da praia”, destaca o diretor presidente da Abrelpe, Carlos Silva Filho.

A reportagem mostra que em 2020 houve uma queda drástica da presença no mar de itens como bitucas de cigarro, canudos e copos descartáveis. Em contrapartida, itens como tampinhas e lacres de garrafas plásticas continuaram a ser encontrados com frequência. Outros materiais também chamaram atenção, como sacolas plásticas de comércios e supermercados, hastes flexíveis, garrafas PETs, isopor, calçados e até assentos de vaso sanitário.

Junte-a nós neste esforço pela redução do lixo no meio ambiente. Consuma de forma consciente e não descarte de forma incorreta os seus rejeitos. Você pode utilizar menos produtos descartáveis e melhorar a qualidade de vida de todos nós.

90% do lixo encontrado nas praias são provenientes de outras áreas urbanas

Plástico leva décadas para se decompor na natureza

A ignorância do ser humano ao descartar lixo na natureza acaba prejudicando o meio ambiente, muitos materiais podem levar centenas e até milhares de anos para se decomporem.

O plástico quando descartado de maneira errada pode levar centenas de anos para a decomposição.

O Ministério do Meio Ambiente lista o tempo de decomposição de alguns materiais. Confira:

Materiais/ Tempo de decomposição    

Papel – De 3 a 6 meses

Tecido – De 6 meses a 1 ano

Filtro de cigarro – Mais de 5 anos

Madeira pintada – Mais de 13 anos

Náilon – Mais de 20 anos

Metal – Mais de 100 anos

Alumínio – Mais de 200 anos

Plástico – Mais de 400 anos

Vidro – Mais de 1000 anos

Borracha -Tempo indeterminado

Recuse o canudo plástico

Você sabe quantos canudos plásticos já utilizou ao longo da sua vida? Pois é, esses canudos muitas vezes vão parar em rios e mares e acabam afetando e prejudicando todo o meio ambiente. Muitas vezes eles são as causas das mortes de animais marinhos que sofrem após confundirem com comida e acabam morrendo por asfixia.

Em 2015 um vídeo de um resgate de uma tartaruga marinha acabou viralizando e chamando a atenção do mundo para o problema. No vídeo gravado na Costa Rica, que pode ser assistido abaixo biólogos retiram um canudo da narina de uma tartaruga marinha.

Assista ao vídeo clicando na imagem

Na Silicup você encontra canudos dobráveis reutilizáveis de silicone que são uma ótima opção para substituir os canudos convencionais. Sustentáveis e fáceis de limpar e higienizar, basta lavar na água quente. Acesse AQUI e confira mais informações sobre o produto.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*