Reforma Baixo Custo e Lixo Zero

Reforma Baixo Custo e Lixo Zero

Para você, reformar é sinônimo de gasto, bagunça, sujeira e desperdício? Não te culpo. Essa é a experiência de muita gente.

Escrito por Aneli Dias Borges Garcez – Especialista em Arquitetura Sustentável e Ambientes Saudáveis

Apesar de toda obra ter seus prejuízos e gerar algum nível de stress, uma reforma simples não precisa significar dor de cabeça. Ao contrário, reformar deve trazer mais conforto, comodidade e praticidade ao usuário do imóvel.

Como, então, amenizar essas intercorrências e fazer uma reforminha sem não ver o seu dinheiro indo pelo ralo e, melhor, com zero desperdício?

É possível resumir em uma famosa frase do célebre arquiteto prussiano Mies van de Rohe: “Menos é mais.” No entanto, para sermos mais objetivos, elencamos cinco dicas para conseguir Lixo Zero na reforma:

1. Planeje

O primeiro e mais importante de todos os passos é planejar. Não importa o tamanho da sua reforma, não pule essa etapa. Ela é a que vai garantir que o resultado seja o esperado, sem gerar frustração e dor de cabeça.

Coloque no papel quanto pretende gastar, quanto tempo de obra está disposto a encarar, quais os reais objetivos e expectativas com o resultado, necessidades, desejos e preferências. Ter essas informações em mente farão toda a diferença quando os imprevistos surgirem. Vá por mim, algum irá surgir.

Contrate um profissional. Um arquiteto ou um design de interiores vai te ajudar a fazer as melhores escolhas, definir as quantidades de cada material a ser comprado, ajustar o cronograma da obra e encaixar o seu “desejo mesmo de mudar” em seu orçamento.

Planejamento reforma

2. Invista nas Cores

Estudos revelam que as cores tem muita influência sobre o nosso cérebro. Uma mudança nas cores de sua casa pode te trazer mais alegria e satisfação.

A escolha das cores corretas para cada ambiente da sua casa ou escritório pode melhorar seu humor, sua concentração, seu nível de produtividade e até mesmo a qualidade do seu sono. O investimento em pintura tem excelente custo-benefício e o resíduo pode ser bem próximo a zero. Apenas não compre tinta em excesso e leve a lata da embalagem para uma cooperativa de reciclagem.

Invista em cores

3. Reaproveite

Reaproveite o que já tem. Dê um novo uso a móveis antigos. Está enjoado da cor ou do material? Pinte, troque o revestimento, substitua os puxadores, coloque um tampo novo. Essa estratégia, além de prática é super barata e divertida de fazer. Você mesmo vai querer colocar a mão na massa (ops, na tinta).

Se seu orçamento é maior e você quer algo mais sofisticado, com um acabamento melhor, contrate um profissional. Um bom laqueador deixa seu móvel perfeitamente novo. Um bom marceneiro pode trocar o laminado do móvel com acabamento impecável, um vidraceiro também pode revestí-lo com espelho ou vidro pintado e um estofador caprichoso é capaz de renovar lindamente seu sofá, as poltronas e o acento das cadeiras.

Poltronas reformadas iguais novas

4. Permute

Se você realmente precisa de algo novo, pense em uma permuta: veja o que você tem em casa que não precisa mais e troque com alguém que esteja na mesma situação. Isso pode ser feito entre amigos, em sites de trocas ou em lojas tipo antiquário ou brechós.

Se tudo o que você quer é dar uma variada, faça essa permuta com você mesmo, entre os ambientes: coloque a banqueta da cozinha como mesa de apoio na sala, use a mesinha de cabeceira como gaveteiro do home office, junte os pufes e faça deles uma mesinha de centro. Invente. Criatividade é tudo.

Criatividade para reformar

5. Sobreponha

Seu piso está irrecuperável ou você está cansado de olhar para aquele azulejo desbotado? Que tal colocar algo novo por cima, sem ter que demolir? No caso dos revestimentos de paredes, se manter o formato não for um problema, pode-se aplicar pintura sobre o revestimento cerâmico; se o intuito é esconder o revestimento antigo, aplique massa de gesso pinte por cima. Fica lisinho, perfeito, Ninguém será capaz de dizer que ali jaz um azulejo da época do ronca.

Se o intuito é colocar um outro revestimento, há inúmeras opções: ainda para paredes, muitos revestimentos, associados a cola e rejunte especiais, são adequados para colocar diretamente sobre o revestimento antigo. O revestimento da Rivesti, que além de garantir essa facilidade, é um produto basicamente feito de pets reciclados, é uma excelente opção, a variedade de cores e formatos é impressionante.

No caso de pisos, o mercado disponibiliza hoje porcelanatos de alta resistência e espessura menor aos convencionais, justamente indicados para ser aplicados sobre o piso existente. Outra solução magnífica e com resultado lindo e aconchegante são os pisos laminados. Esses tem a vantagem de ser leves, de rápida instalação e com preços acessíveis. Carpetes também são uma opção.

Revestimento Rivesti

E aí, animou reformar?

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*